Metamorfose Cursos - Porto Alegre, RS
um espaço completo para a formação do escritor                                                           Quem Somos | Cursos online | Editora | Contato
Confira nossas oficinas de escrita online para todo o Brasil

Metamorfoses

Alunos do Curso de Formação de Escritores recebem Gustavo Czekster e Luiz Paulo Faccioli

Dia 22 de julho, dentro do módulo Contos, do Curso Livre de Formação de Escritores, tivemos a presença virtual dos escritores Gustavo Czekster e Luiz Paulo Faccioli para um bate-papo com os alunos. Foram abordados temas como início de carreira, recebimento de críticas, primeiro leitor e processo criativo. O papo foi mediado por Marcelo Spalding, diretor da Metamorfose Cursos e Editora.
 
 
 
Por coincidência, os dois convidados possuem outras carreiras além da literatura. Luiz Paulo é juiz de gatos e músico e Gustavo é advogado. “Quando trabalho como advogado, penso somente nisso; quando estou escrevendo, concentro-me somente naquilo. Quando se atinge esse ponto de equilíbrio, é possível perceber o quanto as duas áreas dialogam entre si e a maneira com que uma engrandece a outra: advogar me deixa mais sensível aos dramas da outra pessoa, me faz observar melhor a humanidade, que é a matéria básica de qualquer escritor; por outro lado, escrever faz com que a clareza e a objetividade das minhas peças advocatícias fiquem mais aparentes, ajudando a transmitir melhor o caso”. 
 
Luiz Paulo contou que seus primeiros leitores são, sempre, a mulher e também escritora, Cintia Moscovich, e o escritor Assis Brasil. E que não há brigas nisso, pelo contrário: “acho belíssimo ter essa relação com alguém”. Contou também que a música o inspira a escrever. “As artes todas se interrelacionam. Podemos aqui escrever uma longa dissertação sobre o tema, mas penso que a relação se estabelece pela intertextualidade e pelo subtexto, um conceito comum a qualquer das artes. Há subtexto num conto de Borges como também há num quadro de Monet ou numa partitura de Beethoven, e esses subtextos podem dialogar”, contou ele, que passa boa parte do dia se dedicando ao piano. 
 
Da segunda parte para o fim do encontro, os alunos puderam fazer perguntas diretamente para os autores. Uma das alunas perguntou o que eles não fizeram no início da carreira, mas gostariam de ter feito. Gustavo afirmou que gostaria de ter confiado mais nele mesmo. Já Luiz Paulo disse que retardaria um pouco a publicação do primeiro livro. “Mas só isso. Acho que fiz tudo como eu podia na época”, completou.


10/08/2021


Acesso rápido: Capa | Quem Somos | Cursos Online | Editora Metamorfose | Espaço Metamorfose | Contato